person access_time10 de abril de 2019

Em cerimônia realizada na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF),  nesta terça-feira (9), no Rio de Janeiro (RJ), Rogério Caboclo foi oficializado como novo presidente da entidade.  Ele inicia um mandato de quatro anos e sucede Coronel Nunes. No discurso de posse, o novo mandatário da entidade afirmou que irá buscar sempre fazer mais e melhor pelo futebol nacional.


Alta cúpula da CBF com o Presidente e seus 8 vices / Foto CBF.

 “Se queremos ter o melhor futebol do mundo precisamos acelerar nossa evolução dentro e fora do campo. Meu orgulho é do tamanho da responsabilidade que assumo hoje. Sempre acredito que podemos fazer mais e melhor. A vontade de sempre fazer mais e a abertura que pessoas qualificadas também possam ajudar, abrindo espaço aos ex-jogadores”, afirmou Caboclo.

 O novo presidente também salientou que não irá tolerar nenhuma prática duvidosa em sua gestão: “Sei do grau de desgaste que a CBF passou nos últimos anos, quero enfrentar essa situação. Aplicaremos com toda energia o código de ética. Não vou tolerar nenhuma pratica duvidosa ou desvio de conduta. Vamos lançar o novo portal amanhã, visando melhorar ainda mais nossa transparência. Sou grato ao trabalho dos que me precederam, mas quero deixar claro minha total independência”.


Os 27 Presidentes de Federações / Foto CBF.

 A posse contou com as presenças de Gianni Infantino, presidente da Fifa, além de membros de confederações filiadas a Conmebol, mandatários de federações, dirigentes de clubes e outros convidados, entre eles pessoas ligadas ao governo do presidente Jair Bolsonaro.

 Rogério Caboclo é 20º presidente da história da CBF. Ele foi eleito em abril de 2018, quando recebeu 135 votos dos 141 possíveis. O calendário eleitoral da entidade tem essa peculiaridade: o vencedor assume o mandato um ano depois do pleito.

 CONFIRA A NOVA DIRETORIA DA CBF:

Presidente
Rogério Caboclo

Vice-presidentes
Antonio Aquino Lopes (Acre)
Fernando Sarney (Maranhão)

Gustavo Feijó (Alagoas)
Coronel Nunes (Pará)
Francisco Noveletto (Rio Grande do Sul)
Marcos Vicente (Espírito Santo)
Castellar Guimarães (Minas Gerais)
Ednaldo Rodrigues (Bahia)

Antônio Aquino Lopes preside a Federação de Futebol do Acre há 34 anos e neste momento assume cargo importantíssimo na alta cúpula da CBF é o 01 na linha sucessória da Diretoria até 2023.

VEJA TAMBÉM

access_time24 de abril de 2019

access_time24 de abril de 2019
%d blogueiros gostam disto: