Posted by

A aparição do “jogo fantasma” na TV, foi a gota d’água para o Movimento Nacional de Clubes “derreter”. Nas últimas horas, mais novidades chegaram ao conhecimento do blogdochicopontes.com.br sobre esse consórcio de 250 clubes nanicos.

Na 2ª Feira 25/5 o Presidente do Sport Clube Humaitá assustado com esta baita confusão, anunciou no blogdochicopontes.com.br a retirada do Tourão do grupo de clubes e da “bendita carta” distribuída no País.

Foto divulgação Zezinho Presidente Humaitá.

Nesta 3ª Feira 26/5 foi a vez do Presidente do Nauas Esporte Clube, chutar o pau da barraca. Zacarias Lopes disse ao blogdochicopontes.com.br que há 20 anos luta para manter o nome do cacique “limpo” no mercado, por isso não vai mais ariscar, e decidiu retirar o nome do clube desse confuso movimento. Veja a entrevista de Zacarias Lopes:

Se você achou pouco, o sacode da carta continua. O blogdochicopontes.com.br foi informado que o jornal o Povo do Ceará, acaba de publicar matéria sobre “Lúcio Barão”, cabeça pensante do Movimento Nacional dos 250 clubes e que conseguiu convencer 8 clubes do Acre, a assinar “a carta”. Leia:

O vice-presidente do Barbalha, Roberto Antônio de Castro Macedo, denunciou o presidente do clube, Lucio Barão, ao Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (TJDF-CE). A denúncia, feita por meio de notícia de infração, é referente a uma série de infrações cometidas pelo dirigente. O estopim para o processo foi a notícia de um suposto esquema de fraude em apostas esportivas, revelado pelo Fantástico, do qual a Raposa dos Verdes Canaviais teria participado.

Na denúncia, o vice do time caririense faz um pedido de suspensão preventiva de Lucio Barão, mas inicialmente o clube não deve sofrer sanções. O procurador-geral do Tribunal vai analisar a denúncia, que deve ser enviada ao presidente da Corte, responsável por abrir um inquérito ou arquivar a notícia de infração. Em meio à pandemia, o processo pode ser feito por videoconferência.

Esportes O POVO teve acesso ao processo, que contém várias acusações ao presidente da Raposa dos Verdes Canaviais. Lucio estaria recebendo valores da Federação Cearense de Futebol (FCF), mesmo havendo uma decisão judicial que o impede de receber tais valores. Além disso, o dirigente teria recebido R$ 300 mil na sua conta pessoal, referente à vende de um atleta ao Ceará, e não estaria prestando contas de forma correta acerca do dinheiro pago pela prefeitura de Barbalha.

Lucio Barão também não estaria prestando contas das receitas e despesas do clube desde o início de seu mandato, em 2017. Outras denúncias incluem falsificação de assinatura de rescisão de contrato, lavagem de dinheiro por meio de empresas “laranja”, tentativa de criar um novo conselho deliberativo para aprovar suas contas e, por fim, as acusações feitas pela reportagem do Fantástico.

Segundo o programa televisivo, um esquema de jogos fantasma foi arquitetado por uma equipe chamada Andraus, do Paraná. Os dirigentes do clube estariam marcando partidas que, mesmo não acontecendo de fato, movimentaram cifras milionárias em sites de aposta mundo afora. Um dos supostos “duelos” seria contra o Serrano-BA, marcado para 25 de março, quando o futebol já estava paralisado no Brasil. A reportagem estima que mais de R$ 10 milhões foram movimentados em apostas, chamando atenção de auditores.

Uma das equipes que tinha um amistoso marcado com o Andraus era o Barbalha. O jogo seria no dia 6 de abril, às 14 horas, com portões fechados. Ao contrário dos dirigentes de outros clubes, que negaram os acordos para realização dos jogos, Lucio Barão confirmou o convite do time paranaense, admitiu ter assinado um ofício e ainda afirmou que a partida seria disputada pelos atletas das categorias de base das duas equipes.

Se o Tribunal decretar a suspensão preventiva, cabe ao presidente da Corte nomear um dos oito auditores para ser o auditor processante do inquérito desportivo. Após a fase investigativa, o procurador-geral pode formular uma denúncia ao investigado, com base no que foi apurado.

A reportagem procurou Lucio Barão, que não tomou conhecimento da existência do processo: “Não tem nenhum processo, não fui indiciado de nada. Fui uma suposta vítima, que deu uma entrevista de 20 minutos ao Fantástico e (na matéria) eu só falei dez segundos”.

Em nota de repúdio, o dirigente afirmou que trabalha “incansavelmente pela entidade Barbalha Futebol Clube, buscando seu crescimento e engrandecimento, fato esse comprovado através dos números que
consegui a frente do Barbalha. Não admito ser usado em uma situação que também fui vítima”. O presidente também deixa à disposição os seus sigilos telefônico e fiscal, afirmando que não tem nada a temer em relação aos fatos citados na matéria.

Com a debandada do Sport Clube Humaitá e o Nauas Esporte Clube, agora só 6 clubes do Acre que continuam apoiando “Lúcio Barão.

A CBF Definiu o protocolo para retomada do Futebol Brasileiro:


Inspirada no modelo alemão, a CBF divulgou nesta 3ª Feira 26/5 parte do protocolo para a retomada do futebol brasileiro, começando pelos campeonatos Estaduais.

  • O credenciamento é de no máximo 40 pessoas entre jogadores, dirigentes e auxiliares por clube, com assinatura de um médico.
  • O clube é responsável pelo exame epidemiológico, olfativo e aferição de temperatura dos componentes de cada delegação.
  • Com uso de máscaras só podem ficar no máximo 40 minutos nos vestiários.
  • A equipe de arbitragem vai passar pelo mesmo protocolo médico.
  • Vai ser reduzido o número de cinegrafistas, fotógrafos, jornalistas e radialistas no campo, os jogadores vão falar em microfones pendurados em cabo de apoio de TV sem presença de repórter no gramado.
Foto divulgação microfone pendurado no cabo de apoio TV.
  • Gandulas e maqueiros vão usar máscaras “Face Shied” aquela máscara de plástico que cobre o rosto.  
Foto divulgação máscara de plástico.

CNN BRASIL / HOJE

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *