Posted by

A página do boletim informativo da CBF, BID amanheceu nesta 3ª feira 28/7 recheada com registro de 17 jogadores para disputa do 2º turno do Estadual e Série D.

São 2 atletas do Sport Club Humaitá e 15 do Imperador Galvez, o blogdochicopontes.com.br publica o tipo de contratos registrados no BID.

Total 17 jogadores
15 do Imperador Galvez
12 contratos definitivos
2 liberados
1 contrato de empréstimo
2 contratos definitivos do Sport Club Humaitá

Veja no blogdochicopontes.com.br quem são os jogadores que amanheceram com seus nomes registrados no BID

  

TOURÃO NEGOCIA COM TÉCNICO MINEIRO

Foto divulgação / Treinador mineiro Rubem Biu negocia com o Humaitá.

Com dois novos reforços registrados no BID, o Sport Club Humaitá iniciou as negociações para contratar seu novo treinador. O blogdochicopontes.com.br recebeu informação de uma fonte ligada ao clube, que o provável Comandante do Tourão é Rubem Biu.

O Treinador trabalhou no Grêmio Sampaio de Roraima e ultimamente comandava a Comissão Técnica do Minas Boca de Sete Lagos na 2ª divisão mineira. Se a negociação for confirmada, Rubem Biu chega no Acre, 3ª feira 4/8.

ÁRBITROS VÃO FATURAR COM MP 984 DE BOLSONARO.

Apito Nacional.

 

A Medida Provisória (MP) 984, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, pode mexer ainda mais no futebol do que já tem feito com as transmissões de jogos. Após o texto original determinar que os direitos de arena de uma partida pertençam ao mandante em vez de compartilhados entre as duas equipes, a discussão agora será outra. Três deputados federais e um senador apresentaram emendas à MP e querem que os árbitros de futebol recebam uma parcela sobre o valor arrecadado com os direitos da partida.

As propostas sugerem que os árbitros possam embolsar nos jogos enquadrados na nova MP parcelas diferentes sobre o valor envolvido na comercialização da partida. Duas emendas tratam do repasse de 1% e outras duas propõem 5%. Hoje em dia o direito de arena definido pela Lei Pelé prevê apenas uma distribuição: 5% da receita da exploração de direitos desportivos audiovisuais vai para os jogadores.

Atualmente os árbitros e assistentes são remunerados somente com as taxas tabeladas pela respectiva competição, pois não são profissionais com salário fixo. Os principais árbitros brasileiros chegam a receber cerca de R$ 6 mil por uma partida na Série A, porém esse grupo é uma exceção.

Como já mostrado em outra reportagem, vários árbitros não têm outra atividade fora a atuação no futebol, ganham pouco e alguns até se inscreveram para receber o auxílio emergencial de R$ 600 dado pelo governo federal.

Um dos autores da emenda é o deputado federal e ex-árbitro FIFA Evandro Roman (Patriota-PR).

“Todos os jogadores recebem direito de arena e o árbitro ao longo da história nunca teve. Ele é um dos que mais chama a atenção e nunca foi remunerado pelo uso da imagem. Só estamos lutando por uma igualdade”, afirmou Roman.

Outro congressista autor de emenda, o deputado Hugo Leal (PSD-RJ) defende até que quem atue no árbitro de vídeo (VAR) receba o benefício.

“Quem trabalha na arbitragem sofre todas as pressões e tem o protagonismo no esporte tanto quanto um jogador”, disse o parlamentar.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) é um dos principais articuladores dessa proposta. Autor de uma das emendas, ele considera que a proposta deve enfrentar resistência.

“Eu imagino que vamos ter a resistência dos clubes sobre essa nossa ideia. Mas eles precisam se sensibilizar que o árbitro não tem o devido conhecimento e vive em condição bem vulnerável” – afirmou o senador. A quarta emenda apresentada é de autoria do deputado Airton Faleiro (PT-PA).

A MP aguarda ainda a definição de um relator. Se em 120 dias ela não for aprovada ou rejeitada expressamente, perde a validade. Ao todo, o Congresso já realizou 91 propostas de emendas ao texto original.

Para a entidade que representa os árbitros, as emendas propostas são uma maneira de corrigir uma injustiça.

“A Lei Pelé é cruel com os árbitros, porque não nos dá direito à nossa exposição. Vamos tentar articular para inserir nossa demanda agora” – afirmou o presidente da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF), Salmo Valentim.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *