Posted by

Em jogo válido pela 7ª rodada da primeira fase da Série D, o RBFC perdeu por 2×1 para o Bragantino PA nesta 2ª Feira 19/10 no Estádio Diogão. O Estrelão saiu na frente com gol  de Campana aos 13/1ºT, Gabriel empatou e Canga marcou o gol da vitória. Sua posição na parte de cima da tabela, e por ser um clube temido na Região Norte, o RBFC sofreu para realizar esse jogo na cidade de Bragança PA, pois a “arapuca” foi armada contra a Delegação do time acreano naquela cidade.

A trágica viagem para o interior do Pará foi o suficiente para que aparecessem os primeiros sinais de sofrimento com suspeita de sabotagem onde 17 jogadores foram diagnosticados com intoxicação alimentar, comprovadamente através de laudos médicos que chegou ao conhecimento do Drº Jorge Pagura da CBF.

Depois foi organizada uma manifestação de rua onde o goleiro Bruno foi usado como escudo pelos os manifestantes denegrindo a imagem do Rio Branco Football Club que sempre recebeu os visitantes com cordialidade.

Não satisfeitos com essa “arapuca”, armada no Pará, a equipe da Rádio Educadora de Bragança, no lugar de amenizar o ambiente infernal que cercava a partida, fez o contrário, durante a transmissão, os narradores, comentaristas e repórteres, fizeram chacotas com os atletas, e Delegação do Estrelão. Isso serve de lição para nossa imprensa, que sempre recebeu os paraenses com pão de ló. O Rio Branco F.C jogou em Manaus, em Rondônia e foi recepcionado com todo respeito, ao povo paraense que admiramos tanto, lamentamos que isso tenha acontecido no Estado vizinho onde o clube acreano foi covardemente agredido, moralmente e psicologicamente pelos mentores dessa “maldita arapuca”. Veja as fotos de Miracelle Pires:


Torcedores assistindo o jogo em cima do caminhão pipa.

Com a definição do 1º turno, se a competição terminasse hoje os jogos mata-mata da próxima fase seriam os seguintes conforme publicação no blogdochicopontes.com.br:

Nesta 3ª Feira o jornalista Cosme Rimoli escreveu no seu blog um comentário sobre o Presidente do RBFC Neto Alencar. Leia na integra:  

Presidente que contratou Bruno afirma. “Robinho eu não contrato”

Neto Alencar foi direto. “O Bruno já pagou sua dívida com a sociedade. Robinho ainda não. Está sendo investigado. Aqui, não. Eu não contrato”

Cosme Rimoli do R7

Robinho pode jogar no Santos. Mas no Rio Branco do Acre, não.
Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil
Neto Alencar enfrentou a opinião pública do Brasil.
O presidente do Rio Branco, do Acre, contratou o goleiro Bruno.
Condenado a 22 anos e três meses pelo sequestro, assassinato e ocultação do cadáver da modelo Eliza Samudio, em 2010 o jogador está em regime semi aberto.

Tentou atuar em vários clubes, mas a pressão da opinião pública obrigou patrocinadores a pressionar os dirigentes e várias equipes desistiram do atleta.
Apenas Neto Alencar enfrentou a todos e o transformou em goleiro titular do Rio Branco, mesmo ficando sem seu único patrocinador, protestos no país todo. Nota de repúdio do Ministério Público.
Mas o dirigente foi firme.
Manteve Bruno.

Bruno está jogando no Rio Branco. Dirigente enfrentou opinião pública.
Reprodução / Instagram

O blog quis saber se ele contrataria Robinho, condenado na Itália a nove anos de cadeia, em primeira instância, pelo estupro de uma mulher albanesa. Ele e cinco outros brasileiros. Ela estava embriagada.

“Robinho? Não. Aqui, não. Não contrataria para o Rio Branco.”

Mas como, presidente? O senhor contratou Bruno.

Sim,mas o Bruno é diferente. Já pagou sua dívida no regime fechado. Está pagando ainda (no semi aberto). Ele não tem mais dívida com a sociedade. O Robinho, não.

Como assim?

O Robinho ainda está sendo investigado. Pode ser culpado e ainda não pagou por nada. Assim, eu não contrato. O Robinho comigo não jogaria no Rio Branco. Primeiro tem de se acertar com a justiça. O Bruno se acertou…

IMPERADOR JOGA NESTA 4ª FEIRA PELA COPA DO BRASIL SUB 20 NO RIO GRANDE DO SUL. VEJA OS RELACIONADOS QUE EMBARCARAM.

Foto Divulgação.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *